Saturday, November 14, 2009

Meu suco de laranja sempre teve gomas demais. Era um corpo sólido que empapava no fundo,talvez o que chamam de corpo de fundo,talvez o que chamam de precipitado.

Bebia de manhã todo o dia esse suco de laranja com o precipitado até que eu soube que a laranja é muito calórica. Foi o incômodo que me faltava para desistir dela.

Comparado com Direito, suco de laranja me incomodava tão pouco. O Direito me faz dar minhas horas livres,meus dias livres, meus momentos livres, qualquer maldito segundo livre a ele sem hesitar. Nenhum "desculpe,querida,por te incomodar" ou "desculpa,lê só este artiguinho depois você está livre".Não.

É o dia inteiro me incomodando. Me pedindo para gastar minha mesada nos seus livros, minhas horas livres com as suas doutrinas, meus almoços com os seus trabalhos práticos.

Minhas conversas de bar comentando acórdãos como se tivesse calcado na minha alma tão forte que não consigo me imaginar vivendo sem ele. Minhas férias planejadas em função dos estágios práticos, meu futuro delineado nos seus concursos públicos.

Definitivamente, foi o Direito que me ganhou. Tomou a minha vida inteira. O que me irrita é que ele nem precisou argumentar, como se eu estivesse a esmo,mas quem não está a esmo aos 18 anos?


 

0 Comments:

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home